english | español

A Deflor Bioengenharia é pioneira na produção em grande escala de mudas de Capim Vetiver (vetiveria zizanioides L.) no Brasil, surpreendentemente com a produção anual de cinco milhões de mudas, comercializadas em 5 modalidades:

BANDEJAS PLÁSTICAS
São mudas menores que 20 cm de altura, e no preço está incluso a bandeja – sendo que cada bandeja contem 50 mudas, já perfilhadas com 1 a 2 mudas/ recipiente.

CORDÃO VEGETATIVO
São mudas de raízes nuas costurada umas juntas as outras formando um cordão com cerca de 20 mudas/metro, e acondicionadas em biomanta com solo e esterco, o plantio deve ser feito em valas e todo o cordão é plantado na vala, em curva de nível.

RAÍZES NUAS
As mudas vão em raízes nuas a base de 1 ou 2 perfilhos – As mudas vão enroladas em solo com umidade e envoltas por biomanta. O plantio deve ser imediato, e as mudas acondicionadas em local com umidade.

SACOLAS PLÁSTICAS
As mudas são transplantadas em sacolas plásticas de 8x12cm, e com 2 a 3 perfilhos. A altura da muda varia de 20 a 40 cm, e são embaladas em caixas de madeira, contendo 80 mudas/caixa.

TUBETES
As mudas são transplantadas em tubetes (180 cm³) e vão com 1 ou 2 perfilhos. A altura das mudas varia de 10 a 30 cm, e são vendidos em unidades.

Assim, o Capim Vetiver é, uma alternativa de baixo custo e de rápida implantação quando comparado com outras práticas utilizadas na engenharia.

O Sistema Vetiver foi difundido inicialmente pelo banco mundial, para ser utilizado para contenção de encostas, taludes, proteção de margens de cursos d’água e fitorremediação.

Portanto, as barreiras vivas de mudas de capim Vetiver reduzem a velocidade de escoamento superficial, afim de proporcionar a infiltração da água no perfil do solo e ao mesmo tempo, a retenção de sedimentos a montante.